O blog Carina Pilar – meus livros e minhas histórias é o mais novo parceiro do Eu li, aposto que vocês vão gostar do blog!!!
Além de resenhas, você pode encontrar nesse blog histórias escritas por ela. beijos

CarinaPilar.com | Meus Livros e Minhas Histórias

Anúncios
Publicado em Outros

{dica} Precisamos falar sobre o Kevin

PRECISAMOS_FALAR_SOBRE_O_KEVIN_1384545269PO nosso blog parceiro Palavras pelo chão fez uma ótima resenha do livro Precisamos falar sobre o Kevin de Lionel Shriver. Vamos ler!

Foi uma leitura muito difícil e muito intensa desde o início. Eva, mãe de Kevin reconstitui toda a trajetória da vida de Kevin em cartas destinadas a Franklin, seu marido e pai de Kevin. Percebemos logo de início, pelo tom das cartas, que ambos não estão mais juntos, devido ao que Kevin fez. Sabemos que ele cometeu algum tipo de massacre escolar, como o de Columbine, mas não conhecemos a verdadeira natureza do ataque até o fim do livro.

Continue lendo no blog.

beijos literários

{lista} Beija eu – 10 beijos literários

Ontem foi o dia do beijo, me veio a ideia de listar vários beijos literários, não estava em casa ontem para fazer isso, então resolvi fazer hoje de qualquer forma… Quem não fica esperando pelo beijo dos personagens? Ainda mais aqueles que a gente sabe que vão acabar se beijando e está faltando um pouquinho… Também há os beijos inesperados, que surpreendem tanto o personagem quanto o leitor, que nos faz sorrir de surpresa. Uns cheios de luxúria, outros de timidez. Beijar é muito bom, seja nos momentos difíceis ou de pura felicidade, beijar sempre faz bem para os personagens e para nós. Que tipo de beijo literário você prefere? Qual seu beijo literário favorito?

Separei 10 beijos literários!

“Ele acaricia meu cabelo solto e seus dedos penetram cada vez mais fundo nele até que tocam o meu pescoço. Então ele vira meu rosto para beijá-lo.” A rainha branca – Philippa Gregory

“Alasca começou.
“Verdade ou Consequência, Gordo?”
“Consequência.”
“Me beija.”
Então a beijei.” Quem é você, Alasca? – John Green

“Ele se atira para cima de mim, empurrando-me contra a parede do elevador. Quando me dou conta, uma das mãos dele já está apertando com força minhas mãos acima da minha cabeça. Puta merda. Sua outra mão agarrar meu cabelo e o puxa para baixo, deixando –me com o rosto virado para cima, e seus lábios colam nos meus. Não é exatamente doloroso. Solto um gemido em sua boca, proporcionando uma abertura para sua língua. Ele aproveita inteiramente o espaço, a língua explorando habilmente a minha boca. Nunca fui beijada assim”. Cinquenta tons de cinza – E L james

“_Houve um estrépito quando os dentes de basilisco caíram em cascata dos braços de Hermione. Correndo para Rony, ela se atirou ao seu pescoço e chapou-lhe um beijo na boca. Rony largou os dentes e a vassoura que estava carregando e retribui com tal entusiasmo que tirou Hermione do chão.” Harry Potter e as Relíquias da Morte – J.K. Rowling

“Puxo Clare para mim e nos beijamos. É um beijo muito compatível, um beijo nascido de uma antiga conexão. Imagino o que andamos fazendo naquele campo Clare, mas afasto o pensamento. Nossos lábios se separam”. A mulher do viajante do tempo – Audrey N.

“Ela se aproxima dele, pegou seu livro de cabeceira e o pôs na mesa-de-cabeceira. Depois se curvou para a frente e o beijou na boca. As intenções dela não poderiam ser mais claras.” Os homens que não amavam as mulheres- Stieg Larsson

“Por um instante, seus olhos escuros encaram os meus, e ele fica em silêncio. Então, toca meu rosto e se inclina para perto de mim, roçando os lábios nos meus. O rio solta um ronco e sinto uma nuvem de água bater nos meus tornozelos. Ele sorri, depois aperta sua boca contra a minha.” Divergente – Veronica Roth

“Ela enfim escorregou a mão por baixo do lençol frio e carcomido que mal nos cobria e passeou pelo meu peito e abaixo dele até que nos beijamos e permitimos que nossa paixão nos consumisse”. O ladrão do tempo – John Boyne

“Não hesitei. Envolvi-a com meus braços e apertei seu rosto em meu peito, beijando-lhe os cabelos macios e ali pousando os lábios, aspirando o aroma delicado de seu perfume” O palácio de inverno – John Boyne

“Matthew me olhou com atenção. E como não mostrei sinal de histeria ou de que ia me retirar, inclinou-se e me deu um longo beijo na boca. Com o rosto colado no meu rosto, ele bebeu o meu cheiro de seiva de salgueiro e de madressilva. Quando se recompôs, seus olhos estavam mais enfumaçados que de costume”. A descoberta das bruxas – Deborah Harkness

Não esqueça de comentar! Já leu alguns desses livros? Qual seu beijo literário favorito?

{lista} Beija eu – 10 beijos literários

Publicado em Eu li...

{eu li} Dose dupla de John Boyne

Fui desafiada no grupo a ler mais livro do John Boyne até a semana passada (uma excelente desculpa para ler livros do John Boyne), e escolhi o Tormento que foi lançado a pouco tempo e Noah foge de casa, dois livros infanto-juvenis, dele leio até bula de remédio. HAHA. Apesar de serem livros para a faixa etária dos pequenos, são muito agradáveis de ler e não são infantilizantes, apesar de tratarem de temas relacionados as crianças. Há algumas semelhanças nas narrativas dos dois livros, nos dois temos meninos espertos, sensíveis e que por motivos diferentes fogem de casa.

tormento Apesar de sentir falta do irmão mais velho, que estava fazendo faculdade em outro país, Danny aproveitava o tempo livre das férias para andar de bicicleta e jogar bola com seu melhor amigo, Luke Kennedy. Até que um dia volta para casa e, estranhamente, não vê sinal de sua mãe. Quando a sra. Delaney finalmente chega, vem acompanhada de dois policiais. Ela havia se envolvido em um acidente – atropelara um garotinho que agora estava em coma, com poucas chances de sobreviver. A sra. Delaney se afoga em culpa e se isola de todo mundo, inclusive do marido e de Danny. O garoto, por sua vez, não entende o que está acontecendo. Por que sua mãe se sente tão culpada quando a própria polícia disse que ela não era responsável pelo que tinha acontecido? E para complicar ainda mais a situação, uma garota estranha fica parada em frente à casa de Danny, claramente observando seus passos… Mais informações.

Nesse aqui temos uma tragédia que liga duas famílias, deixando as duas de pernas pro ar. De quem é a culpa do atropelamento do menino? Existe culpa? A história te prende por 56 páginas, que você nem perceber que leu, é um livro bem curtinho, para mim pareceu um conto estendido. Fiquei até na dúvida se gostei, acho que queria mais. Não da para contar muito da história, porque o livro já é pequeno, tudo vira spoiler rs Mas acho que vale a pena ler! As crianças veem o mundo melhor do que os adultos, e mais simples também.

“Ela estava lá, esperando. A garotinha ruiva. Sentada no fim da rua, encostada numa árvore. Eu sabia que ela estava m esperando. Mas não imaginava por quê. Não lembrava nem de tê-la visto antes. Mas de alguma forma, eu simplesmente sabia que ela estava ali para falar comigo”.

 

noah Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas é não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida. Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás. Mais informações.

Esse livro é uma fábula muito linda, emocionante, é uma daquelas narrativas em que o personagem precisa se afastar para aprender pelo caminho e descobrir onde é seu lugar. Temos situações encantadas, engraçadas, divertidas e mágicas. Noah encontra o paraíso das crianças, uma loja de brinquedos, mas o maior presente são as histórias contadas pelo Velo dono da loja. Aos poucos o  leitor vai desvendando porque Noah fugiu, de uma família maravilhosa, e quem é o velho que viveu aventura espetaculares? Para quem gosta de histórias infantis o autor deixa um presente. Cute! Cute! Vale ler!