Publicado em Tags

{Tag} 7 Coisas

Fui indicada pela Sylvia Souza, do Reflexões e Angústias, (obrigada!) a responder a Tag 7 Coisas, que consiste em responder 7 perguntas com 7 respostas pra cada pergunta. Fico muito feliz pelo convite! E acho que vocês merecem saber um pouquinho mais de mim, tenho visto vários novos seguidores por aqui e estou muito feliz! Não sei quem criou a tag, se alguém souber só falar! 😉

IMG_6073

7 Coisas para fazer antes de Morrer

Trabalhar com o que amo
Casar com meu mo
Viajar o mundo
Filhos, tenho muitos irmão então acho que quero pelo menos dois)
Ler o máximo de livros que eu puder
Escrever um
Conhecer meus escritores favoritos

7 Coisas que eu mais falo

Esse livro é muito bom
Gente
Te amo
Vai dar tudo certo
Verdade
AFF
Então…

7 Coisas que faço bem

Doces
Pequenas coisas com artesanato (digo pequenas porque minha mãe é fantástica e só herdei uma parte mas se comparar com quem não faz nada, faço bem, me viro).
Pesquisar
Ler
Escrever
Cuidar
Amar

7 coisas que me encantam

Livros bons
Sorrisos
Gestos carinhosos e inesperados
Meus irmãos
Boas histórias
Fazer um bom trabalho
Ver alguém fazer algo pelos outros sem interesse

7 coisas que eu não gosto

Aipim e amendoim (hahaha sou fresca com algumas coisas que a maioria das pessoas gostam)
Mexer com carne (só comer)
Injustiças
Que se metam muito na minha vida
Brigar com quem gosto
Ficar em casa tempo demais
Mentiras

7 Coisas que eu amo

Livros
Minha família
Meu namorado
Chocolate
Ir ao cinema
Deus
Viajar

Indicar 7 Blogs

Paixão de leitora
Boas Conversas
Kaahleidoscopio
Nancy Cosmopolitan Girl
Ponto para ler

Eurico Gomes
Literaturapolicial.com

Adorei a tag, quem quiser saber mais é só perguntar!
Quem mais quiser responder também, responde e me marca! 😉

Publicado em Sorteios

Promoção KIT Agatha Christie & Mistério #sorteioagatha125anos

Personagens apaixonantes, tramas misteriosas e finais surpreendentes. Alguma ideia de quem estamos falando? Agatha Christie, é CLARO! Em 2015, lembramos 125 anos do nascimento dessa autora maravilhosa, e por isso nós e o pessoal do literaturapolicial.com montamos uma promoção MUITO ESPECIAL para os fãs da Agatha e de romances policiais. Vamos sortear um kit Agatha Christie & Mistério, recheado de incríveis surpresas! Além do sorteio até o aniversário dessa rainha que publicou mais de 60 livros, postaremos resenhas e curiosidades sobre a autora toda semana nos dois blogs.

sorteioagatha

O kit vem com os seguintes itens:

1 exemplar do livro Assassinato no Expresso Oriente, de Agatha Christie
1 exemplar do livro Assassinato no Beco, de Agatha Christie
1 exemplar do livro Mistério no Caribe, de Agatha Christie
1 exemplar do livro O Código Machado, de Marcelo Nunes
1 DVD de Assassinato no Expresso Oriente (filme de 1974)
10 marcadores de página do literaturapolicial.com e da Editora Vestígio
5 marcadores de página do Eu li ou vou ler
1 lanterninha
1 quadro mistério

Ufa!! O sorteio acontece dia 15 de setembro de 2015. Para concorrer, o participante tem que curtir nossas páginas no Facebook, inscrever-se nos nossos canais no Youtube e compartilhar a imagem da promoção. Viu que fácil?

REGRAS PARA PARTICIPAR

  1. Curta as páginas dos blogs no Facebook Eu li ou vou ler e Literaturapolicial.com
  1. Inscreva-se nos canais dos blogs no Youtube: Eu li ou vou ler e Literatura Policial
  1. Compartilhe o post do sorteio em MODO PÚBLICO (foto) na sua linha do tempo e clique em “Quero participar” no link da promoção.

IMPORTANTE – Vamos confirmar o vencedor apenas depois de checar se todas essas regras foram cumpridas.

SORTEIO
O sorteio será no dia 15 de setembro de 2015, através da página do Eu li ou vou ler no Facebook. O resultado vai ser anunciado no final da tarde, na página dos dois blogs participantes.

REGULAMENTO DO SORTEIO
1. Será sorteado 1 (um) participante. O vencedor (a) ganhará 1 kit Agatha Christie & Mistério  contendo os seguintes itens: 1 exemplar do livro Assassinato no Expresso Oriente (Agatha Christie, L&PM Pocket), 1 exemplar do livro Assassinato no Beco (Agatha Christie, L&PM Pocket), 1 exemplar do livro Mistério no Caribe (Agatha Christie, L&PM Pocket), 1 exemplar do livro O Código Machado (Marcelo Nunes), 1 DVD de Assassinato no Expresso Oriente (filme de 1974), 10 marcadores de página do literaturapolicial.com e da Editora Vestígio, 5 marcadores de página do blog Eu li ou vou ler, 1 lanterninha, 1 quadro mistério personalizado.

2. O sorteio será feito em 15 de setembro de 2015, pelo aplicativo “Sorteie.me”.

3. Poderá participar deste sorteio qualquer pessoa física, portadora de CPF regularizado, residente e domiciliada no território nacional.

4. Só estarão qualificadas para concorrer ao sorteio as pessoas que curtirem as páginas dos blogs no Facebook, inscreverem-se nos canais dos blogs no Youtube e compartilharem a postagem da promoção em modo público.

5. O prêmio é individual e intransferível. Em hipótese alguma poderá ser trocado por outro produto/prêmio ou convertido em dinheiro.

6. O vencedor deve entrar em contato com a página do blog Eu li ou vou ler  no Facebook para enviar seus dados completos (nome, endereço, e-mail e outros dados que venham a ser solicitados), para assim poder receber o prêmio em casa. Caso não entre em contato em até 48 horas, um novo sorteio será realizado.

7. Se não for constatado o cumprimento de todas as regras no momento da conferência e/ou o(s) contemplado(s) tenha(m) um perfil considerado falso, será realizado um novo sorteio.

8. O prêmio será enviado ao vencedor (a) dentro do prazo de 45 (quarenta e cinco) dias úteis contados a partir da data em que entrar em contato com o blog Eu li ou vou ler  e enviar seus dados de entrega. As despesas do envio são de responsabilidade dos blogs Eu li ou vou ler  e literaturapolicial.com

9. O prêmio será enviado apenas para endereços dentro do território brasileiro.

10. Os participantes isentam os blogs Eu li ou vou ler e literaturapolicial.com por falhas na transmissão eletrônica de seus dados e/ou das respostas e/ou por falhas de qualquer natureza verificadas durante o período do sorteio, nos meios de comunicação, de rede ou dos computadores, hardware ou software, bem como por quaisquer danos verificados ou por aqueles fatos decorrentes de caso fortuito ou força maior.

11. Os blogs Eu li ou vou ler e literaturapolicial.com reservam-se o direito, a seu critério exclusivo, de cancelar, encerrar, modificar ou suspender o sorteio a qualquer hora, caso haja motivo de irregularidade ou fraude que afete qualquer etapa do sorteio, com relação ao cadastramento, indevida obtenção ou envio de respostas relacionadas ao sorteio por parte de qualquer participante.

12. Casos omissos não previstos neste regulamento serão analisados e decididos pelos organizadores da promoção, que terão direito à decisão soberana e irrevogável.

13. O participante inscrito na promoção aceitou integralmente os termos do regulamento desta promoção.

Publicado em Eu li

Tommy & Tuppence – livro 1 e livro 2 – Agatha Christie

#sorteioagatha125anos

Tommy e Tuppence são um casal de detetives criado pela rainha do romance policial, Agatha Christie, eles aparecem em cinco livros. No primeiro livro O inimigo secreto, eles já se conheciam, mas ainda não namoravam. Nos outros livros eles já estão juntos e temos saltos temporais nas narrativas, no último eles aparecem já velhinhos. Eu já tinha lido vários livros da Agatha, só que com o personagem Hercule Poirot e fiquei bastante surpresa com a diferença entre o estilos dos personagens. Nesses os detetives fazem espionagem, se disfarçam e são bem amadores (alguns consideram livros ruins…). Resolvi começar a ler os livros por causa da nova série baseada no casal feita pela BBC, para comemorar o aniversário de 125 anos da autora no dia 15 de setembro. Nós também estamos comemorando com o sorteio do KIT Agatha Christie e Mistério (no dia 15 que você já pode participar) e post toda semana, tudo isso em parceria com o Literaturapolicial.com. Eu já li dos livros do casal que vou dividir com vocês nesse post e assisti aos 3 primeiros episódios da  nova série (se prefirir pode ver a resenha em vídeo no final do post ou ir direto ao nosso canal.

*quem preferir a resenha em vídeo pode ir para o final do post ou direto ao nosso canal.

O inimigo secreto

o inimigo secretoSinopse: Cansados da rotina, dois jovens decidem fundar uma empresa nada convencional, especializada em investigações, a Jovens Aventureiros Ltda. O primeiro caso era um desafio que intrigava a Scotland Yard: o desaparecimento da americana Jane Finn, levando com ela documentos secretos que poderiam comprometer o governo inglês. Mas Thomas Beresford e Prudence Cowley – ou simplesmente Tommy e Tuppence – não são os únicos interessados em descobrir o paradeiro desses papéis. A mesma busca é empreendida por um homem misterioso e perigoso, conhecido como Sr. Brown, um mestre na arte do disfarce, que pode aparecer do nada e desaparecer em seguida sem deixar qualquer rastro. 

Nesse livro o casal se envolve sem querer em uma grande aventura, após ouvir uma conversa sobre a tal Jane Finn, várias situações o levam a buscar o paradeiro da moça. Depois que eles colocam um anúncio no jornal pedindo informações sobre a desaparecida começam a receber todo tipo de atenção e chegam a ser “contratados” para desvendar o caso. Além do desaparecimento da moça o maior mistério do livro é a identidade do Mr. Brown, uma figura que nem mesmo seus capangas sabem ao certo a identidade e cujas verdadeira motivações são um mistério.

Além do caso, o livro retrata uma situação inglesa pós guerra, com grande medo dos bolcheviques. Na própria Inglaterra o movimentos dos trabalhadores já era forte e esses supostos documentos representam para os agentes uma ameaça. Mas onde estariam eles? Onde está a Jane? E quem é Mr. Brown? É isso que nosso casal principal tenta responder, mas não é uma tarefa fácil, todos os dois vão bancar os espiões e contar muitas vezes com a sorte. Ambés se encontraram em perigo, com arma na cabeça ou amarrados e sequestrados. A narrativa é bem dinâmica, cheia de idas e vindas. No geral eu gostei do livro, mas ainda prefiro os com o Poirot.

tommy e tuppence2É engraçado de ver também o jeito dos personagens Tuppence é louca por uma aventura e por se casar com um homem rico, o que não é o caso de Tommy (isso fará ela rever seus conceitos). Ela também se acha uma moça muito esperta e inteligente. Tommy é um pouco menos empolgado com o caso e muitos o acham menos esperto, mas quando ele se envolve de vez na trama não consegue mais largar as pistas que encontra.

Na nova série, Partners in crime (nome do segundo livro), muitas mudanças foram feitas, o primeiro caso a ser resolvido é o mesmo de O inimigo secreto (três primeiros episódios da série), mas na série eles já estão casados, Tommy no começo não está nem um pouco interessado em participar de um mistério (o que combina mais com seu estado no começo do segundo livro), eles já tem um filho (Tuppence só engravida no final do segundo), August, o menino que os ajuda no livro, na série é um homem que era amigo de Tommy do exército, e Carter o “chefe” que os contrata como último recurso no primeiro livro, mas que acredita na esperteza deles no primeiro livro é um velho ranzinza que vive a distribuir esporros no casal na série e que não tinha intenção de contratá-lo além de ser tio de Tommy. Fora isso quase todas as situações acontecem diferente do livro, não na essência, mas em personagens ao redor e lugares em que se passam. Enfim, não é uma série para quem gosta de ver roteiros fieis ao livro. O próximo caso pelo que vi da propaganda será baseado no livro M ou N? (terceiro livro que o casal aparece).

O casal já foi adaptado para uma série em 1984,  pela LWT (London Weekly Television) The Partners in Crime TV Series, com 10 contos adaptados do livro Sócios no Crime e mais cinco de outras histórias, nunca vi mas parece ter sido um sucesso na época. Também já foram feitas séries sobre Miss Marple e Poirot (vi alguns episódios no youtube). Saiba mais.

Sócios no crime

sócios no crimeNo livro Tommy e Tuppence passam a gerir, a falida Agência Internacional de Detectives Blunt. Juntos, Tommy e Tuppence divertem-se enquanto resolvem uma série de casos. Na lista de personagens envolvidas na ação encontram-se uma bela atriz, um explorador do Ártico, um embaixador estadunidense e muitos mais.

No livros eles passam a gerir essa agência a pedido de Carter, como um negócio de fachada. Depois de casados e vivendo uma vida confortável, a história se passa seis anos após sua primeira aventura, Tuppence está bem entediada com a vida doméstica e não vê a hora de que algo aconteça, já Tommy diz que para ele nada mudava.

Não_respondeu Tommy_, pelo menos acho que não; Está tudo muito bom para desejar que aconteçam  algumas coisas_que podem não ser agradáveis. _ Como os homens são prudentes_ suspirou Tuppence. _ Você nunca sente um desejo sorrateiro e ardente por romance, aventura, vida? _O que você tem lido Tuppence? _ perguntou Tommy. _Não seria emocionante_continuou Tuppence_

Carter os convida a dirigir a agência para investigar um caso, ao que parece o Sr. Blunt (ex-dono da agência) estava ligado aos russos de alguma forma, e recebia cartas e informações. Tommy vai se passar por Sr. Blunt e interceptar essas cartas, enquanto trabalham nesse caso maior, eles vão continuar bancando os detetives e desvendar vários casos. Logo eles vão ver como são amadores e usar de todo tio de literatura policial a mão para aprender com outros detetives. É bem engraçado o livro é cheio de referências a detetives famosos da literatura como Sherlock de Conan Doyle e Poirot da própria autora. Tommy decide imitar vários personagens no estilo de investigação e até imitando frases, o jeito de falar, o que usar (fazendo uma paródia). Ao todo são cuidados pelos detetives 15 casos de todo tipo: familiares, assassinatos, roubo e até quadrilhas. E os personagens estão sempre refletindo o quanto a sorte os ajudou ou o quanto conseguiram por suas habilidades.

É engraçado ver como Tuppence oscila entre a mulher que precisa de proteção e a que toma a frente do caso. Tommy está o tempo todo tentando coloca-la em segurança e na posição de ajudante, mas ela vai disputar sempre o seu lugar ao sol como detetive. Eu gostei mais desse livro do que do primeiro, é bem movimentado e algumas soluções conseguem te surpreender.

Não esqueça de participar do sorteio do KIT Agtha Christie e Mistério! Veja o post anterior!

Resenha em vídeo:

Veja também: Resenha de A extravagância do morto – Agatha Christie

Publicado em Notícias

{news} Eu li notícias literárias da semana

Bressane lança filme com Marjori Estiano inspirado em conto de Borges. Fonte: Folha de SP. Continue lendo

Sequência de Alice no País das Maravilhas: Alice através do espelho
A aguardada sequência do filme Alice no País das Maravilhas, de 2010, já tem título em português, elenco confirmado e até um Instagram incrível para acompanharmos os bastidores dessa grande produção bem de perto! Fonte: Blog Diney. Continue lendo

A Sequência de White Queen, está definitivamente a caminho!
Isso mesmo pessoal. Ao que parece, a Rainha Branca terá de retornar ao seu trono para uma segunda série. A aclamada série de romances históricos da autora britânica, Philippa Gregory, narra períodos das vidas de Elizabeth Woodville, Margaret Beaufort e Anne Neville, durante o turbulento século XV. Agora a série, está programada à retornar as telinhas, com novos episódios baseados nos best-sellers. Fonte: Tudor Brasil. Continue lendo

Poeta Cora Coralina ganha documentário poético sobre sua vida
Cora Coralina – Todas as Vidas’ foi dirigido por Renato Barbieri; veja trailer e fotos. Fonte: Estadão. Continue lendo

Geladeiras ganham nova função e viram bibliotecas de rua
Geladeiras com os livros ficam abertas o dia todo e as pessoas podem ficar com eles o tempo que quiserem. Único compromisso é devolvê-los depois. Fonte: G1. Continue lendo

Marina Colasanti vende mais que best-seller John Green na Estante Virtual. Fonte: Estadão. Continue lendo

Diário de uma Paixão vai virar série de TV
A The CW está desenvolvendo uma nova adaptação do livro de Nicholas Sparks. Fonte: Adoro Cinema. Continue lendo

ENTREVISTA: MERCEDES ROSENDE
O festival de literatura policial BAN – Buenos Aires Negra está acontecendo na capital argentina. O literaturapolicial.com fez uma entrevista com Mercedes Rosende, uma das pioneiras do gênero policial no Uruguai que estará em uma mesa do evento. FOnte: Literaturapolicia.com. Continue lendo

INFOGRAPHIC: THE WORLD’S MOST TRANSLATED BOOKS
Share on facebookShare on google Share on twitter Share on email Share on stumbleupon Share on reddit
There are a lot of books in the world, but not all of them catch on with readers and even fewer get translated around the world. This infographic from 7Brands Inc. takes a look at 50 of the most translated books in the world from France’s The Little Prince to China’s Wolf Totem. Fonte: Eletric lit. Veja o infográfico

Publicado em Eu li

{eu li} A vida secreta das abelhas – Sue Monk Kidd

adescobetadasabelhasSinopse: A adolescência de Lily Owens tem sido complicada. Ela não se lembra da morte da mãe, há mais de dez anos, e sua relação com o pai é mais que difícil. Em 1964, quando completa catorze anos, ela decide fugir junto com sua babá Rosaleen. Lily sai a caminho de Tiburon, a cidade que parece esconder alguma resposta sobre a vida de sua mãe. Chegando lá, ela e Rosaleen são acolhidas por três irmãs. Aos poucos, Lily descobre um mundo mágico de abelhas, mel e da Madona Negra. Com a ajuda das irmãs Boatwright – August, May e June -, Lily tenta desvendar sua história. Será que ela conseguirá enfrentar os demônios de seu passado e se tornar uma jovem independente?

Impossível não se envolver com essa história. Resolvi ler o livro A vida secreta das abelhas depois de me encantar com a história de A Invenção das Asas (resenha) também da Sue Monk Kidd. Também já tinha visto o filme mas não me lembrava muito bem e que história.A história é contada por Lily uma adolescente de 14 anos que mora com o pai e carrega na mão um acidente que levou sua mãe, na sua memória de menina de 4 anos a lembrança de durante uma briga ter pego na arma para ajudar a mãe a se defender do pai e a arma ter disparado. Conviver sem ter com quem falar disso e com o difícil pai já seria motivo suficiente para fugir de casa, mas para completa a situação ela vê sua “governanta”, a negra Rosaleen ser desrespeitada e ameaçada por não baixar a cabeça para alguns homens brancos que a atacam gratuitamente. Ela resolve fugir e seguir a única pista da história da mãe, que antes de morrer tinha fugido de casa, uma imagem de uma Nossa Senhora negra com um escrito no verso indicando: Tiburn, SC (Carolina do Sul).

Eu sabia que a explosão que eu ouvi naquele dia tinha matado ela. O ruído ainda se infiltrava na minha cabeça de vez em quando e me causava espanto. às vezes parecia que não ouvi barulho algum ao pegar a arma, que o barulho veio depois, mas outras vezes, sentada sozinha no degrau da varanda, aborrecida e desejando fazer alguma coisa, ou fechada no meu quarto em um dia de chuva, sentia que eu é que tinha causado aquilo, que quando peguei a arma do chão o barulho atravessou o quarto e trespassou nossos corações.

Lá ela vai descobrir uma verdadeira coméia, a casa de 3 irmãs incríveis, negras e independentes, o que não era muito comum no Sul dos Estados Unidos naquela época ( e infelizmente no resto do mundo também). O contexto histórico é a busca dos negros pelos seus direitos de cidadão, apesar de não serem mais escravos, e terem os seus direitos aprovados em lei (nos anos 60), colocar seus direito de votar em prática não era nada simples. Os negros eram ameaçados na hora de se registrar ou eram criados vários empecilhos, além de serem tratados como escória e em situações que envolvem a polícia sempre levarem a pior (mesmo quando inocentes). No livro permeiam várias situações que exemplificam isso. A própria Lily vai rever seus conceitos, e chega a confessar que não imaginava que alguns negros pudessem ser mais inteligentes do que ela. O fato dela estar convivendo com negras somente também vai ser questionado em momentos da história.

*Para saber mais sobre a época recomendo o filme Selma – Uma luta pela igualdade, que conta a história de Martin Luther King, focando nessa época e na briga que ele travou para que parassem de atrapalhar os negros a se registrarem como eleitores.

T. Ray achava as pessoa de cor pouco inteligentes. Como quero dizer a verdade, incluindo as piores coisas, confesso que eu achava que podiam ser inteligentes, mas não tanto quanto eu, que era branca. Deitada ali, no catre do apiário, fiquei pensando como August era inteligente e fina, e fiquei surpresa com isso. Foi assim que eu soube que tinha algum preconceito enterrado dentro de mim.

E as irmãs de fato são o que deixam o livro muito interessante. August é ao mesmo tempo sábia, enigmática, excelente conselheira, inteligente, independente e incrível no apiário. Logo percebemos que Lily não consegue engana-lá mas que ela decidiu dar um tempo para a menina se curar dos traumas e fazer as próprias perguntas. Nesse meio tempo a menina e quem lê aprende sobre a natureza das pessoas e das abelhas.

Nós vivíamos para o mel. Tomávamos uma colher de mel de manhã para despertar e uma à noite para ter sono. Comíamos mel em todas as refeições para acalmar a cabeça, ganhar energia e evitar doenças fatais. Esfregávamos mel no corpo para desinfetar cortes ou curar lábios rachados. Púnhamos mel no banho, no creme de pele, no chá de framboesa e nos biscoitos. Nada existia sem o mel. Em uma semana meus braços e pernas esquálidas começaram a engordar e o meu cabelo encheu-se de ondas sedosas. August dizia que o mel era o manjar dos deuses e o xampu das deusas.

Além de todo esse mel, nossa narradora recebe muito amor e conhecimentos. E também vai ter oportunidade de conhecer a sua própria religiosidade. As irmãs possuem uma religião quase própria, um pouco católica mas com várias aquisições. A Maria negra não é a Nossa Senhora Aparecida, mas sim uma com uma história bem diferente e com relação com a escravidão.

As outras duas irmãs, May e June também são bem interessantes. May é uma personagem linda, que depois de perder a irmã gêmea (com quem era grudada) passou a dividir a dor de todos, e sentir pesar por qualquer tipo de sofrimento alheio. Enquanto June é mais reservada. No livro o leitor tem a oportunidade de ver os sentimentos da Lily amadurecerem e ela desabrochar (até mesmo para o amor) sobre grande influência e aprendizado constante com essas três personalidades. Na verdade quatro, já que Rosaleen está ali desde o começo e é a pessoa em que ela mais confia.

Lily, quando você ou eu ouvimos falar de uma desgraça, ficamos tristes por algum tempo, mas não nos desesperamos. É como se tivéssemos um muro de proteção em volta do coração para a tristeza não tomar conta de nós. Mas May não tem isso. Tudo entra nela, todo o sofrimento que existe lá fora, e faz com que sinta como se essas coisas estivessem acontecendo com ela. Não consegue ver a diferença.

O filme

O filme no geral é uma boa adaptação, Lily é interpretada por Dakota Fanning, que da conta do recado. Também temos a excelente Jennifer Hudson como Rosaleen. Além de Alicia Keys como June e Queen Latifa como August. A August dela é um pouco menos misteriosa do que como imaginei, mas também gostei. É claro que temos algumas situações diferentes no filme, algumas mudadas para enfatizar e outras que ficaram mais simples no filme. Me emocionei menos em alguns diálogos do que no livro, mas as cenas principais mas para o fim conseguiram me abalar.