Publicado em Outros

{eu li} O beijo da serpente – As Memórias de Cleópatra Vol.3

Esse é o último post do ano e também o que termino de falar sobre a trilogia “As Memórias de Cleópatra” da Margaret Goerge com o último livro O beijo da serpente.

cleopatra3

Eu gostei muito da sensibilidade com que a autora tratou a história dessa personagem tão mítica e forte. Ao longo dos três livros, que são pergaminhos escritos pela própria Cleópatra podemos conhecer esse romance biográfico. Vi as várias faces da Rainha do Nilo: a política, a mãe, a amante, a inimiga… Veja a resenha do livro 1 e do livro 2. Acho que a autora poderia ter sido mais sucinta em alguns momentos em que a narrativa ficou um pouco cansativa, principalmente, nesse terceiro em que acompanhamos muitas derrotas de Antônio e Cleópatra.

Nessa parte da história Antônio consegue como apoio do Egito vencer a Armênia, mas é uma vitória pequena. E mesmo assim, ele vai nomear seus filhos com Cleópatra futuros reis e rainhas de territórios que teoricamente são romanos. E também vai apoiar a causa de Cesarion (filho de Cleópatra e Júlio César) como verdadeiro herdeiro de César. Com isso o enfrentamento com Otávio se torna pouco a pouco inevitável.

Otávio espalha muitos boatos sobre Antônio e Cleópatra e durante boa parte do livro são trassados planos para enfrentá-lo, mas esses planos fracassam coma ajuda de várias traições por parte de aliados orientais e romanos. Durante a guerra muitos romanos vão querer que Antônio mande Cleópatra para casa, mas ele não ousa, e a rainha sabe muito bem afirmar sua posição de quem está financiando essa guerra. E isso vai gerar muitos conflitos.

A parte mais interessante do livro é quando Cleópatra já derrotada começa a trassar os planos de sua famosa morte com as serpentes. Não vou entrar em detalhes porque mesmo a história sendo conhecida o livro trás várias surpresas. Mas  gostei de ler como ela organizou e teve forças para se despedir dos filhos e tentar fazer de tudo para garantir o Egito e a sobrevivência dos amigos e família.

Assim, encerro este escrito e confio a Olímpio. Que minha história possa ser preservada, e que a verdadeira sobreviva. O mundo é um lugar difícil de deixar. Fiz o melhor possível por ele, servi-o e amei-o com todo o meu ser. Ísis sua filha está chegando.Por favor,abra seu manto e a receba. Ela fez uma longa viagem para alcança-la.

Apesar dos momentos cansativos, valeu a pena conhecer essa história. Como a autora explica no final,a história oficial (a mais relatada) é a que pende mais para a conquista de Otávio (benefício de quem vence). A autora também conta quais foram suas fontes e o que é verdade e ficção nesse romance. Para quem gosta de romances históricos o livro é muito recomendado.

Antes da batalha final desse livro, amos os lados tinham seus escribas aliados. Depois da vitória de Otávio, os de Antônio e Cleópatra foram silenciados. Entretanto, por meio de fontes indiretas sobrevive uma qualidade de material suficiente para que a versão de Cleópatra histórica possa ser montada. E, ao contar, a história de Otávio, três antigos historiadores que escreveram entre 150 e 250 anos depois dos fatos _ Suetônio,Plutarco e Dio Cássio _ preservaram, sem querer, muito da versão do outro lado também. O trabalho de Plutarco é especialmente útil, por se utilizar das memórias do médico de Cleópatra, Olímpio, para reconstituir a história dos seus últimos dias e sua morte. A esta altura o relato de Plutarco deixa de ser hostil e passa a mostrar mais simpatia em relação a Cleópatra, uma mudança abrupta que é mantida em Shakespeare.

É claro que uma versão escrita por homens romanos ao lado de Otávio não poderia ser favorável a Cleópatra. Principalmente considerando relatar o poder político e a inteligência de uma mulher, que conquistou dois romanos e que foi considerada ameaça.

ComemoracaoE é com essa história fantástica que eu me despeço de 2015, que 2016 traga mais histórias ótimas! Feliz Ano Novo para vocês! Tudo de bom e muitos livros ótimos! Obrigada por acompanhar o blog.

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

4 comentários em “{eu li} O beijo da serpente – As Memórias de Cleópatra Vol.3

  1. Ola, essa é a primeira vez que ouço falar desses livros, eu gosto bastante de romances históricos, mas acho que todos os que eu li se passam na Europa, esse seria uma boa forma de começar a ver romances históricos de outros países.
    xoxo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s