Publicado em Eu li

{euLi} Memórias de Sherlock Holmes -Arthur Conan Doyle #Sherlock4

SHERLOCK_HOLMES_1440118358520960SK1440118358BA leitura desse livro voo! Eu comentei que sou mais devagar para ler um livro de contos do que romances, mas foi só falar que devorei o Memórias de Sherlock Holmes. Esse foi o quarto livro escrito por Arthur Conan Doyle em 1894. E é o primeiro do segundo volume do box que estou lendo, o segundo é O cão dos Baskerville que falaremos em breve. Se você não viu os posts anteriores, dê uma passada e conheça o início das histórias do detetive com os livros Um estudo em vermelho, O signo dos quatro e As aventuras de Sherlock Holmes. Até porque vou tentar não me repetir muito sobre características do personagem e  da obra já apresentadas anteriormente. Se você prefere ver a resenha em vídeo clique aqui ou assista no final desse post.

Gostei bem mais desses contos que dos anteriores. Achei os casos mais interessantes. E também há casos que contam como Sherlock começou com o trabalho de detetive, momentos em que ele narra para Watson o início da sua carreira com os contos Gloria Scott e Ritual Musgrave. Também ficamos conhecendo Mycroft, irmão de Sherlock, no conto O intérprete grego. Os dois Holmes juntos são impressionantes na dedução, Sherlock chega a achar o irmão mais velho melhor do que ele nesse quesito. Mas lhe falta ação para conseguir provas. E o caso em si é muito bom.

Continuamos também há conhecer mais da amizade entre Sherlock e Watson. E o que no começo parecia ser “só flores” se mostra não tão tranquilo devido a bagunça que Sherlock deixa pela casa.

O trabalho irregular no Afeganistão, além de uma natural tendência à boêmia, fez com que eu ficasse mais negligente do que convém a um médico. Mas eu tenho um limite. Quando encontro alguém que guarda os charutos no balde de carvão, o tabaco enfiado num chinelo persa e a correspondência não respondida ainda não respondida presa com um punhal no meio do consoo da lareira, começo a me considerar um verdadeiro santo.

Sherlock também tem a oportunidade de mostrar vários artifícios para desvendar seus casos nesse conto e eu gostei bastante de Os senhores de Reigate por isso. Outra coisa que eu não poderia deixar de falar nesse post é sobre o famoso conto O problema final que apresenta o grande rival de Holmes, alguém que ele de fato temeu: o professor Moriarty. De cara no conto Holmes conta a Watson como ele tem perseguido aquele que ele acredita ser o maior dos vilões e líder de uma terrível quadrilha. Eu esperava mais desse conto, queria que tivesse mostrado situações anteriores que Holmes relata brevemente, mas história já começa com Holmes com o caso resolvido e tendo que se esconder do vilão para não acabar morto. É a primeira vez que vemos Sherlock com medo e tão excitado ao mesmo tempo. “Se uma narrativa detalhada desta luta silenciosa fosse escrita, estaria entre os duelos mais brilhantes da história policial.” E era isso que eu queria ler, mas como Watson que costuma nos contar as coisas e ele não esteve envolvido, não sei se terei um flash back disso nas histórias que ainda faltam.

Ele é o Napoleão do crime, Watson. É o organizador de metade do que há de maligno e de quase tudo que passa despercebido nesta grande cidade. É um gênio, um filósofo, um pensador abstrato. Sua inteligência é excepcional. Fica imóvel como uma aranha no centro da teia, mas a teia tem milhares de ramificações, das quais ele conhece cada tremor. Ele mesmo pouco faz. Apenas planeja.

Se você não sabe nada do que acontece entre Holmes e Moriarty, nunca viu filme ou série e quer zero spoiler sobre como termina esse livro de contos pule o próximo parágrafo. Se não, pode continuar, até porque acho que não tem nada demais saber disso, eu já fazia ideia e não me atrapalhou em nada.

Esse conto ficou famoso porque poderia ter sido a última aparição de Sherlock. Watson já o começa assim: “É com o coração pesado que pego a pena para escrever as últimas páginas onde registrarei os talentos especiais que distinguiam meu amigo, o sr. Sherlock Holmes”. Distinguiam? Isso mesmo, Arthur Conan Doyle deu um fim trágico ao seu personagem, que não vou descrever aqui. Mas o interessante é que os fãs na época ficaram revoltados e o autor acabou revertendo esse final no conto A casa amarela, 8 anos depois. Ainda não li, é a minha próxima leitura. Mas como ninguém vê Sherlock morrendo de fato, acho que isso transcorreu sem problemas, se é que já não era a intenção do autor. Antes desse conto ele lançou o romance O cão dos Baskerville, mas é uma história que se passa antes da tragédia. Então que acompanhava a história ficou muito tempo se lamentando. Imagino a cara dos leitores quando o romance saiu sem dar continuidade ao fato. Eu também teria ficado indignada, até porque o autor não desenvolveu muito o Sherlock X Moriarty aponto de satisfazer. Em um conto só, poucas páginas, apresenta o vilão e dá fim ao herói. Não pode né?

Nesse livro estão os contos Silver Blaze, O rosto amarelo, O corretor, Gloria Scott, O Ritual Musgrave, Os senhores de Reigate, O aleijado, O paciente interno, O intérprete grego, O tratado naval e O problema final.

Gostou do post? Já leu esses contos? Não deixe de comentar.

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

12 comentários em “{euLi} Memórias de Sherlock Holmes -Arthur Conan Doyle #Sherlock4

  1. Oi!
    Desculpa a demora :). Adorei imenso o teu texto, deu-me vontade de ler sobre Sherlock Holmes. Deve ser apaixonante. Adoro imenso ler, e escrever. No fundo, adoro pensar no papel, de viajar pelos recantos da minha memória.

    Adorei a tua resenha, está bem escrita muito detalhada… Sherlock é um clássico literário… um detetive à altura que atravessa todo o século até passar para o século seguinte, adoro livros de crimes, com detetives.

    Beijinhos.

    https://suumcuiquetriburee.blogspot.pt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s