Publicado em Eu li

{euLi} O cão dos Baskerville – Arthur Conan Doyle #Sherlock5

SHERLOCK_HOLMES_1440118358520960SK1440118358BSinopse: Sherlock Holmes e o Dr. Watson são chamados para socorrer os Baskerville, que estão aflitos com uma antiga maldição. Um membro da família já encontrou seu fim e um cão infernal parece rondar os muros vizinhos, ameaçando a vida do novo herdeiro. Será que Holmes e Watson conseguirão desvendar a trama nessas condições traiçoeiras ou a besta lançará outro ataque antes?

Hoje continuamos a nossa discussão sobre as histórias de Sherlock Holmes (confira no final do post a lista das resenhas anteriores). Essa história, O cão dos Baskerville é uma das melhores até agora e a mais diferente. No box que estou lendo, essa história de 1902, é a segunda e última do segundo volume. Ela retoma ao tempo que Watson e Sherlock moravam juntos e começa com Sherlock desafiando Watson a fazer deduções sobre um homem que esqueceu a bengala na casa deles. O homem teria ido até lá, esperado por eles sem sucesso e ainda esquecido a bengala. Watson faz uma boa dedução, mas ainda erra em alguma partes.

Quer ver a resenha em vídeo? Clique aqui ou vá ao final da página.

_Realmente Watson, você esta se superando _ disse Holmes, empurrando sua cadeira para trás e acendendo um cigarro. _Sinto-me obrigado a dizer que, em todas as histórias que teve a bondade de escrever a respeito das minhas proezas, você costuma subestimar a sua própria capacidade. Talvez você não seja luminoso, mas você é um condutor da luz. Algumas pessoas, mesmo não dotadas de genialidade, têm um poder notável de estimula-lá. Confesso, meu caro amigo, que lhe devo muito.

Só Holmes mesmo pra elogiar alguém e dizer que ela não tem genialidade ao mesmo tempo, eu ri com esse começo da história. E toda essa confiança que o detetive deposita no amigo move essa trama. Quando procurado com o drama: houve um assassinato misterioso, que pode se repetir, o que faço com o herdeiro?, Sherlock diz que não pode deixar Londres e manda Watson para fazer companhia e ficar de olho em Henry Baskerville (o herdeiro). E no começo do caso temos muitas opiniões e situações desvendadas pelo próprio doutor, mas é claro que pra saber mesmo só depois da reaparição de Sherlock. Isso mostra um grande confiança do detetive no melhor amigo.

É um caso bem misterioso, que põe em dúvida se o problema é terreno ou sobrenatural.  O primeiro que tem isso tão forte. Segundo a lenda uma maldição cerca a família Baskerville, que por um ato terrível de um antepassado, teve como castigo ser perseguida por um cão infernal. E com a morte de um dos membros recentes dessa família, aparentemente, suspeita, isso vem atona. Alguns moradores dizem ter visto mesmo o cão e tudo é bem nebuloso, mas não impossível de ser desvendado pela dupla. Vale destacar que o cenário é muito importante para que o mito seja forte, a história se passa em um lugar nebuloso e cercado por um pântano. Um lugar que já dá medo e melancolia por si só.

Já leu? O que achou? Gostaria de ler? Comente! Qual a sua história preferida de Sherlock Holmes?

Anteriormente sobre Sherlock:

Um estudo em vermelho
O signo dos quatro
As aventuras de Sherlock Holmes
Memórias de Sherlock Holmes

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

6 comentários em “{euLi} O cão dos Baskerville – Arthur Conan Doyle #Sherlock5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s