Publicado em Eu li

{euLi} A volta de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle

SHERLOCK_HOLMES_1440118831520963SK1440118831BOi pessoal! Hoje vamos continuar falando sobre Sherlock Holmes, chegamos ao terceiro volume do box. Vou deixar os links para os posts anteriores lá no final da página. Nesse volume há dois livros e hoje vou falar sobre o primeiro, A volta de Sherlock Holmes (1905), um livro de contos.

Vídeo sobre o livro no final da página ou clicando aqui.

Como sugeri o título, o primeiro conto A casa vazia conta o retorno do nosso personagem principal. Watson com muito pesar escreveu anteriormente como ele teria morrido junto com Moriarty (isso está escrito em vários lugares, até no sobre o autor, então não tem como fugir muito desse spoiler). Esse conto revoltou os fãs da série e Conan Doyle voltou com o personagem. Então em A casa vazia, Holmes conta para Watson como ele escapou, mas que ainda tem inimigos terríveis, os vilões ligados ao Professor Moriarty. E assim esse primeiro conto gira em torno disso, junto com um caso e o desenrolar é muito bem pensado.

Diferente da série Sherlock, Watson tem uma reação bem passiva e amistosa com Holmes e em nenhum momento fica chateado por ter sofrido atoa e seu único sentimento é de alívio. Na série ele fica bem ofendido e caba brigando com Holmes, o que é mais divertido de assistir. *Assisti a terceira temporada e o episódio extra da série Sherlock da BBC e me diverti muito. Há muitas referências aos contos que você só pega depois que lê, para mim é uma adaptação muito bem feita.

Os outros contos continuam narrando algumas aventuras dos dois, curiosamente todos eles tem o nome de A Aventura de…(da ou do). E são o que são realmente, nem em todos os casos o fim dependerá da resolução de Sherlock. Em alguns mesmo ele resolvendo o mistério, o fim do vilão acaba não sendo a cadeia e depende de outros personagens. O que deixa cada conto muito interessante. É claro que alguns são melhores do que outros e prendem mais o leitor.

Falando do próprio Sherlock, continuamos vendo seu descaso com a própria saúde através da preocupação de Watson. “Meu amigo não tomou o café da manhã, pois uma de suas peculiaridades era que em seus momentos mais intensos ele não se permitia nenhuma comida, e eu sabia que confiava demais na sua força de ferro, até que desmaiava de inanição”. Além do problema da á alimentação, há como já comentei o das drogas. Nesse livro há um conto em que Watson conta que fez um esforço para afastar o amigo delas, mas que vê sempre ali um fantasma.

Em alguns momentos Sherlock é um péssimo amigo, ou aparenta ser, delegando a Watson casos e tarefas que ele não acha importante ou não tem interesse. E os resultados do doutor são sempre tachados de inferiores pelo detetive, mas acabam ajudando de outra forma. Mas Holmes também tem omentos que demonstra grande afeto pelo seu auxiliar, acredito que principalmente pela capacidade de Watson de aceitar quem ele é e até prever alguns de seus movimentos.

Há vários clientes ilustres nesse livro e Watson está sempre ressaltando que alguns casos demoram a ser retratados por isso. Alguns clientes pedem sigilos e alguns casos exporiam dramas familiares. Então são adiados. Isso tudo dá um clima muito real as publicações. É o caso de contos muito bons como A aventura de Charles Milverton que retrata um chantagista, que “ataca” principalmente mulheres com “deslizes” (para a época) o passado. Um cara considerado da pior espécie por Holmes. E também o conto A aventura da segunda mancha, que conta do sumiço de uma carta que traria grandes males a Inglaterra se revelada. Os dois tem fins inesperados e bons.

Em A aventura da segunda mancha descobrimos que no presente Holmes já está aposentado, vivendo em uma fazenda em Sussex Downs criando e estudando as abelhas. E que não tem mais interesse que seus trabalhos anteriores sejam contados ao público, mas é algo que Watson vai driblando. Outros contos que gostei bastante foram: A aventura dos homenzinhos dançantes, A aventura do pincenê dourado, da ciclista solitária, e dos seis Napoleões (esse porque é bem curioso e eu consegui adivinhar o motivo).

Anteriormente sobre Sherlock e Watson:

Um estudo em vermelho
O signo dos quatro
As aventuras de Sherlock Holmes
Memórias de Sherlock Holmes
O cão dos Baskerville

 

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

10 comentários em “{euLi} A volta de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle

  1. Olá!
    Adorei a história de cada conto. Confesso que amo o Sherlock das telinhas, mas nunca cheguei a ler um trabalho do Conan Doyle, olha que vergonha! Rsrs!
    Tô doida pela box linda de livros dele!
    Parabéns pela resenha, adorei!
    Bjos! ❤

    1. Não fique envergonhada Andresa, nunca tinha lido também e acabei de ler esses dias rs Sim, esse box é lindo e muito bem encadernado. Obrigada! bjos

  2. Oie!
    Apesar de amar o gênero, os livros que tentei ler do Sherlock não foram muito animadores. Mas faz muito tempo e agora meu gosto literário mudou e depois de tudo o que você falou aqui eu decidi que vou dar mais uma chance.

    Beijinhos da Mady.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s