Publicado em Outros

[BEDA] TOP 5 – Livros de autores contemporâneos

blogagem1Eu tenho uma grande dificuldade fazer tops, dizer quais são meus livros favoritos, mesmo que por assunto, porque sempre parece que eu estou sendo injusta com tantos. Mas esses livros são muito importantes para mim, mas ficaram de fora muitos outros vitais. A seleção foi feita em cima livros volume único e de autores contemporâneos no sentido de  “desse tempo”, autores que ainda estão vivinhos! 🙂 É mais uma blogagem coletiva feita junto com o #Nome Provisório, confira no final os links para os posts dos meus amigos.

A coisa terrível que aconteceu com Barnaby Brocket – John Boyne – Os Brocket são as pessoas mais normais do mundo. São respeitáveis, quase enfadonhos, e muito orgulhosos da sua normalidade. Na verdade, Alistair e Eleanor Brocket torcem o nariz a tudo o que seja invulgar, estranho ou diferente. No entanto, assim que o seu filho mais novo Barnaby vem ao mundo, torna-se claro que ele é tudo menos normal. Para grande vergonha dos pais, Barnaby parece desafiar as leis da gravidade… e flutua! O pequeno resenha logoBarnaby é uma criança solitária; afinal de contas, é difícil fazer amigos quando se passa a vida no ar. Desesperado por agradar aos pais, faz tudo o que pode para parar de flutuar, mas simplesmente não consegue.

resenha logo

Ciranda de Pedra – Lygia Fagundes Telles – Quando um casal de classe média se separa, a caçula, Virgínia, é a única das três filhas que vai morar com a mãe. É do ponto de vista dessa menina deslocada e solitária que se narram os dramas ocultos sob a superfície polida da família. Loucura, traição e morte são as forças perversas que animam esse singular romance de formação, que já na época de seu lançamento, em 1954, chamou a atenção para o talento e a originalidade da literatura de Lygia Fagundes Telles. Saudado com entusiasmo por intelectuais como Antonio Candido, Paulo Rónai, Otto Maria Car-peaux e Carlos Drummond de Andrade, “Ciranda de Pedra” mantém-se há meio século como um dos livros mais amados da autora.

Meio sol amarelo – Chimamanda Ngoz Adichie – Filha de uma família rica e importante da Nigéria, Olanna rejeita participar do jogo do poder que seu pai lhe reservara em Lagos. Parte, então, para Nsukka, a fim de lecionar na universidade local e viver perto do amante, o revolucionário nacionalista Odenigbo. Sua irmã Kainene de certo modo encampa seu destino. Com seu jeito altivo e pragmático, ela circula pela alta roda flertando com militares e fechando contratos milionários. Gêmeas não idênticas, elas representam os dois lados de uma nação dividida, mas presa a indissolúveis laços germanos – condição que explode na sangrenta guerra que se segue à tentativa de
secessão e criação do estado independente de Biafra.
Contado por meio de três pontos de vista – além do de Olanna, a narrativa concentra-se nas perspectivas do namorado de Kainene, o jornalista britânico Richard Churchill, e de Ugwu, um garoto que trabalha como criado de Odenigbo -, Meio sol amarelo enfeixa várias pontas do conflito que matou milhares de pessoas, em virtude da guerra, da fome e da doença. O romance é mais do que um relato de fatos impressionantes: é o retrato vivo do caos vislumbrado através do drama de pessoas forçadas a tomar decisões definitivas sobre amor e responsabilidade, passado e presente, nação e família, lealdade e traição.

Terra Sonâmbula – Mia Couto – Um ônibus incendiado em uma estrada poeirenta serve de abrigo ao velho Tuahir e ao menino Muidinga, em fuga da guerra civil devastadora que grassa por toda parte em Moçambique. Como se sabe, depois de dez anos de guerra anticolonial (1965-1975), o país do sudeste africano viu-se às voltas com um longo e sangrento conflito interno que se estendeu de 1976 a 1992.
O veículo está cheio de corpos carbonizados. Mas há também um outro corpo à beira da estrada, junto a uma mala que abriga os “cadernos de Kindzu”, o longo diário do morto
em questão. A partir daí, duas histórias são narradas paralelamente: a viagem de Tuahir e Muidinga e, em flashback,o percurso de Kindzu em busca dos naparamas, guerreiros tradicionais, abençoados pelos feiticeiros, que são, aos olhos do garoto, a única esperança contra os senhores da guerra.

O filho de mil homens – Valter Hugo Mãe – Com vontade imensa de ser pai, o pescador Crisóstomo, um homem de quarenta anos, conhece o órfão Camilo, que um dia aparece em sua traineira. Ao redor dos dois, outros personagens testemunham a invenção e  resenha logoconstrução de uma família em vinte capítulos. Valter Hugo Mãe, ao falar de uma aldeia rural e dos sonhos anulados de quem vive nela, atravessa temas como solidão, preconceitos, vontades reprimidas, amor e compaixão.

Confira também: Jeniffer GeraldineJeniffer Geraldine, Um café com Luke, Ponto para ler, Amante dos livros e Plataforma Três Quartos

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

19 comentários em “[BEDA] TOP 5 – Livros de autores contemporâneos

  1. Thami, adorei suas indicações!
    Eu fiquei curioso para ler o do John Boyne, lembro que quase morri de chorar lendo e assistindo O Menino do Pijama Listrado, além disso, acho que se eu não ler algo do Mia Couto corro o risco de levar uns beliscões seus kkkkkk.
    Abraço do Luke!

    1. hahahahah SImmmm!!!! Tem que ler esses todos hahahah Vou por Mia Couto na próxima vez que eu indicar os do Nome Provisório ahahah Esse do John Boyne é daqueles infantis disfarçados sabe, eu amo!

  2. Namoro Ciranda de Pedra há um tempo, mas ainda não li e também tenho vontade de ler outros da Lygia. Mia Couto é uma dívida grande também e não sei nem por onde começar. Agora passei a olhar para o Válter Hugo Mãe depois de você falar tão bem dele, mas também não sei por qual livro começar Hahahahaha
    Boa lista, Thami!
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s