Publicado em Projetos de Leitura

{ConhecendoCervantes} Dom Quixote – Final

No fim de maio terminei de ler O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha de Miguel de Cervantes, e virou um dos meus livros favoritos. Apesar de em alguns momentos a leitura ser mais lenta, principalmente o segundo volume me conquistou de vez. Essa e outras leituras da obra de Cervantes fizeram parte do projeto Conhecendo Cervantes que também incluiu a leitura de Novelas Exemplares (ainda falta um post sobre a vida de Cervantes!).

Confira os vídeos anteriores.

Essa parte vai tratar do fim do governo do Sancho, muito interessante os capítulos sobre isso, porque ele não aguenta mais ser vigiado no que come e uma guerra arranjada contra sua “ilha” o faz perceber que isso não combina com ele. É bem bacana que ele faz questão de frisar que “nu chegou e nu vai embora”, ou seja, não lucrou nada com seu governo, não fez empréstimos nem desviou nenhum dinheiro para si. Quem dera tivéssemos mais governantes assim,  apesar da desistência, ele estava fazendo um ótimo trabalho. O narrador chega a dizer que as leis criadas por ele são famosas e consideradas boas.

Uma parte muito divertida é quando Sancho, ainda governador, escreve para sua esposa Teresa contando do seu novo status. Junto com a carta do marido ela também recebe uma da duquesa. Apesar de no começo dizer a Sancho para não procurar por uma situação social diferente das que eles nasceram, a coisa muda totalmente. E suas respostas apesar de muito cordiais, são motivo de risada para os nobres, o que me deixou muito incomodada com a atitudes deles. Fica claro que apesar de soarem bondosos demais, eles acham que a dupla e seus familiares são peças para eles brincarem como querem.

Sancho volta para Dom Quixote, e era o que faltava para o fidalgo decidir sair das comodidades do conforto da casa do Duque. Ele presa muito a sua liberdade e sabe que tem outros deveres a cumprir. O trecho sobre isso é de uma filosofia pura, um tratado sobre a liberdade (eu li uma passagem no vídeo, se você não quiser assistir todo confira: 12:05).

Eles ainda se envolvem em algumas aventuras antes de retornar para casa, conhecem bandoleiros, ricos fingindo serem pastores, nobres querendo cuidar deles e zombar deles ao mesmo tempo… Até que um outro Cavaleiro (fake, já conhecido) o desafia e derrota Dom Quixote, a derrota exige que ele volte para casa e fique por lá um ano, isso deixa ele arrasado e para mim é o motivo do que acontece no final.

Antes do fim ainda temos a descoberta de Dom Quixote de que há uma versão falsa sua e de Sancho andando por aí e um livro sobre eles, é engraçada a forma como ele lida com isso e esse livro escrito por outro autor realmente existiu segundo o texto introdutório.

Foi uma leitura grandiosa para mim, cheia e lições que vão ficar na minha cabeça por muito tempo. Todo esse lado sonhador e libertário nos ensina a dar asas as nossas vontades, e também a ajudar os outros e ser justo.

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

Um comentário em “{ConhecendoCervantes} Dom Quixote – Final

  1. Adoro Dom Quixote! É um clássico que vale a pena ser lido. Os desdobramentos da história e a forma como a trama se encaixa são perfeitas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s