Publicado em Eu li

{euLi} Como dizer adeus em robô – Natalie Standford

COMO_DIZER_ADEUS_EM_ROBO_1367980252BSinopse: Com um toque melancólico, o livro conta a singular ligação entre Bea e Jonah. Eles ajudam um ao outro. E magoam um ao outro. Se rejeitam e se aproximam. Não é romance, exatamente mas é definitivamente amor. E significa mais para eles do que qualquer um dos dois consegue compreender… Uma amizade que vem de conversas comprometidas com a verdade, segredos partilhados, jogadas ousadas e telefonemas furtivos para o mesmo programa noturno de rádio, fértil em teorias de conspiração. Para todos que algum dia entraram no maravilhoso, traiçoeiro, ardente e significativo mundo de uma amizade verdadeira, do amor visceral, Como dizer adeus em robô vai ressoar profunda e duradouramente.

Olha a sinopse aí, promete mais que o livro cumpre infelizmente. Não foi uma leitura que fez muita diferença para mim, não chega a ser um livro ruim, mas não tem nada demais. Ele conta a história de dois jovens um pouco deslocados e com relacionamentos complicados com suas famílias. A narradora é Beatrice, a garota robô, mas que rouba mais a cena é Jonah. Tudo começa com Bea indo morar novamente em uma nova cidade, e sem grandes expectativas, ela também tenta lidar com o comportamento excêntrico da mãe (uma sensibilidade exagerada que pode mascarar algo que ela não sabe).

Na nova escola ela até faz alguns colegas, mas quem se torna realmente amigo é Jonah, um menino que perdeu a mãe e o irmão em um acidente e hoje mora sozinho com o pai. O drama mais interessante é o vivido por ele, não posso contar sem dar spoiler, mas achei mal resolvido, muito baseado em planos que nunca poderiam se concretizar. E o final acabou ficando meio capenga para mim.

O que é diferente no livro são os personagens, que infelizmente ficamos conhecendo pouco, que conversam através do rádio. Logo no começo da amizade, Jonah convida Bea para escutar um programa (ela já gostava bastante dessas coisas). O programa reuni pessoas bem diferentes que ligam e ficam trocando ideias bem loucas. O livro tem muitos diálogos, boa parte do texto, é uma leitura bem rápida.

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

6 comentários em “{euLi} Como dizer adeus em robô – Natalie Standford

  1. Oi tudo bem?
    Quero muito ler esse livro desde que lançou mas eu sempre acabo colocando outros na frente mas pretendo ler em breve, gosto de livros com muitos diálogos afinal a leitura fica mais rápida.

    Beijos

  2. Olá, que pena que o livro não foi o que se esperava, ainda não conhecia e mesmo pela sinopse não me achamou muito a atenção, agora então não acho que leria, mesmo assim obg por compartilhar sua opinião, bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s