Publicado em Contos, Eu li

{Projeto Uns e Outros} Depois do baile de Tolstói + O herói da sombra de Cristóvão Tezza

178e8db0-e5ea-49e7-b04b-2424a45073d3

Estamos na reta final do Projeto Uns e Outros (entenda) e me veio um dos contos que estava bem curiosa para ler por ser do Tolstói, tenho Guerra e Paz na estante mas ainda não li nada do grande autor russo. Também nunca fiz nenhuma leitura do Cristóvão Tezza então estava completamente no escuro. Para mim os dois contos falam de como podemos nos desiludir com as pessoas pelas que estão a sua volta. Isso mesmo, preconceitos, ideais reacionários e violentos da família de um interesse amoroso podem melar uma relação?

No conto de Tolstói (leia aqui o conto), Depois do Baile, temos um narrador que está contando do seu primeiro grande amor, uma dama linda da sociedade, para os seus amigos. Mas um flagrante do pai da moça, militar, sendo extremamente cruel o faz rever seus conceitos. Na releitura de Tezza a história é um pouco mais inusitada, contada com um ar cômico, a personagem principal é uma mulher que também está contando para a amiga como quase se envolveu com um vendedor de carros, mas ao conhecer seu pai ela acabou querendo fugir da situação. O que vocês acham disso? Vale a pena se envolver com pessoas que tem pais ou mães com valores completamente errados? Ou o alvo do interesse não tem culpa e é melhor continuar investindo? Virou quase Casos de Família essa resenha hahahaha

Outro ponto que vale analisar é o contexto histórico, no caso do conto de Tezza, que se passa nos dias de hoje, ele toca na ferida da ditadura. Em como ainda temos pessoas de idade que pertenceram ao exército e fizeram parte dos governos ditatoriais trabalhando em órgãos de repressão e ainda acreditam que não fizeram nada de errado. Ou pior que seus filhos e outros parentes coloquem panos quentes nas atitudes dessas pessoas.

tolstoiLiev Tolstói é um dos maiores escritores russos de todos os tempos, deixou inúmeros romances e dezenas de contos. Destaque para Guerra e paz, Anna Karenina e A morte de Ivan Ilitch. No final da vida, defendeu o ideal de uma espécie de anarquismo cristão.

cristovaoCristovão Tezza nasceu em Lages (SC), em 1952, mas vive em Curitiva há mais de cinquenta anos, dedicando-se a literatura. Escrever, entre outros, os romances, Trapo, Uma noite em Curitiba, O fantasma da infância, O fotógrafo, Um erro  emocional, O professor e A tradutora. Seu romance O filho eterno recebeu os mais importantes prêmios literários do Brasil e foi adaptado para o cinema.

Ainda não conhece o projeto? Estou lendo em conjunto com os blogs Ponto para LerLeitora Sempre e Jeniffer Geraldine os contos do livro Uns e Outros publicado pela Tag Experiências Literárias (um clube de livros por assinatura, saiba mais clicando aqui). Os encontros trazem contos clássicos já publicados com releituras de autores de língua portuguesa, nós sorteamos a ordem e montamos um calendário para cada blog (entenda melhor sobre o projeto). Na próxima falaremos sobre os contos Pai contra mãe de Machado de Assis e Pipa Sande de Paulo Lins.

Anúncios

Autor:

Estudante de Jornalismo na UFF, leitora voraz, que gosta muito de dividir com os amigos o que lê, o que gosta de ler e o que amou ler.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s