Publicado em Lista de livros

TBR #SetembroPolicial

O Setembro Policial começa no Sábado! Então trago aqui a TBR, o primeiro da lista eu já li para começarmos a toda com as resenhas! Acompanhe o blog, o canal, as redes sociais porque teremos várias surpresinhas!

40138724_2045226322155206_1190474396540600320_n

2990 Graus – Adilson Xavier

2990_GRAUS_1503344504707234SK1503344504B

O jovem delegado Hermano está longe de ser um policial típico. Filosofa sobre a verdade, gosta de poesia. Inexperiente e orgulhoso por jamais ter usado sua arma, ele recebe a missão de investigar o assassinato de um deputado federal acusado de desviar verbas destinadas às vítimas de uma grande inundação.
A arma do crime foi um maçarico, usado com impressionantes requintes de crueldade. Outros políticos são mortos com o mesmo ritual torturante. Um pastor evangélico, ex-presidiário, surge como suspeito. A população batiza os assassinos como “Vingadores do Povo”. Pressão total. Ódio e desinformação esquentam os ânimos. A vida de Hermano se transforma num inferno.

BONECO_DE_NEVE_1379351606B

Boneco de Neve – Jo Nesbo

Considerado seu livro mais ambicioso pelo jornal inglês The Guardian e comparado a Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris, pelo The Times, Boneco de neve é o seu livro mais arrepiante.
No dia da primeira neve do ano, na fria cidade de Oslo, o inspetor Harry Hole se depara com um psicopata cruel, que cria suas próprias regras; O terror se espalha pela cidade, pois um boneco de neve no jardim pode ser um aviso de que haverá uma próxima vítima. No caso mais desafiador da sua carreira, Hole se envolve em uma trama complexa e mortal, com final surpreendente.

UMA_JANELA_EM_COPACABANA_1350701291BUma janela em Copacabana – Luz Alfredo Garcia Roza

Copacabana, Rio de Janeiro. Três policiais são executados em curto espaço de tempo. Eram tiras medíocres, e suas mortes têm muito em comum. Foram eliminados por um assassino frio, que não deixa rastro e costuma disparar à queima-roupa. De imediato, o mundo policial entra em rebuliço. Quem estaria disposto a correr o risco de sair matando tiras, ainda que inexpressivos? À própria polícia? E por quê?

Em meio às confusões de seu cotidiano de livros sem estantes e mulheres fugidias, o delegado Espinosa, titular do 12º DP, tem poucos elementos para desvendar o caso. Ele e sua equipe enfrentam olhares temerosos e desconfiados dos colegas, muitos deles comprometidos com a corrupção. Percorrendo as ruas de sua geografia predileta, entre os bairros do Leme e de Copacabana, o delegado irá deparar-se com outras mortes e com os mistérios da insinuante esposa de um membro do primeiro escalão do governo federal.

PECAS_FRAGILIZADAS_1483974593227341SK1483974593BPeças Fragilizadas – Vera Carvalho

O detetive paulista Alyrio Cobra é contratado por Joca, assassino e sequestrador envolvido com a máfia dos transportes na cidade de São Paulo, um arquivo vivo que precisa ser apagado. Alyrio inicia a busca de um misterioso dossiê que, segundo Joca, poderá lhe salvar a vida.

NOTURNO_1496675770685907SK1496675771BNoturno – Scott Sigler

Você já teve um sonho que jurou ser real? Ou até mesmo aquela sensação de déjà-vu ao passar por um lugar em que com certeza nunca esteve? Agora imagine se esse local for uma cena de crime e você, um detetive de homicídios? Para piorar: e se, nos sonhos, você fosse o próprio assassino para, num piscar de olhos, acordar e estar no mundo real com uma pessoa morta aos seus pés?

É exatamente essa a situação em que Bryan Clauser, um policial de San Francisco, se encontra. Como aconteceria a qualquer um de nós, ele pensa que está perdendo a cabeça — mas os pesadelos, infelizmente, são muito reais. Junto com o parceiro Pookie Chang e a ex-namorada Robin, Bryan começa a investigar os crimes que, de alguma forma, ele vê em primeiríssima mão, no momento em que estão sendo cometidos. A questão que não quer calar é: quem está cometendo esses assassinatos? Quando as investigações levam Bryan e Pookie a um adolescente chamado Rex Deprovdechuck e ao fato de que todas as vítimas mortas faziam bullying com ele no colégio, os dois acham que o mistério está praticamente no fim — e que Bryan será inocentado. No entanto, quanto mais o detetive explora esse mistério, mais ele descobre sobre uma conspiração e um estranho culto que opera em San Francisco praticamente desde a sua fundação. Existe uma cidade viva e faminta nas sombras — e ela pode colocar todo o mundo em risco.

Gostaram? Qual a TBR de vocês para Setembro?Já entrou no clima?

Enquanto dia 1º não chega, que tal conferir essas playlists lá no canal que podem te ajudar a escolher alguns livros para ler? 😉

Especial Agatha Christie
Todos os livros do Sherlock Holmes (escritos pelo Conan Doyle)
Vídeos do Setembro Policial

E você também pode conferir aqui os posts de todos os blogs de 2016 e 2017!

Anúncios
Publicado em Eu li

Onde a Luz Cai – Allison Pataki e Owen Pataki

1604-20180511144235Sinopse: Três anos após a queda da Bastilha, Paris fervilha com os ideais da Revolução Francesa iniciada em 1789. A Monarquia foi deposta, a aristocracia, desmantelada, e ergue-se uma nova nação do povo e para o povo.
Inspirado pelo senso de dever patriótico, Jean-Luc, um advogado jovem e idealista, muda-se para a capital com o filho e a esposa, Marie. André, filho de um antigo nobre, foge de seu passado privilegiado para lutar no exército republicano francês junto do irmão. Sophie, uma bela e jovem viúva aristocrática, sobrinha de um poderoso e vingativo general, embarca em sua própria luta pela independência.

Mas a promessa de esperança começa a ser ameaçada pelo medo quando a busca incessante por justiça se converte em fanatismo e gera instabilidade, transformando compatriotas em inimigos e alimentando a sede de sangue nas ruas. Na luta para impedir que o caos desfaça todo o progresso da Revolução, as vidas de Jean-Luc, André e Sophie se entrelaçam, e eles são forçados a questionar os sacrifícios feitos em nome da nova República.

Onde a luz cai foi uma leitura que esperei gostar e fui muito bem atendida! Eu gosto muito de romances históricos, tenho vários na estante, resenhas aqui no blog e por isso o Grupo Autentica entrou em contato me oferecendo o livro para que eu desse minha opinião. De cara a sinopse me interessou, tive medo de que houvesse muito realce das partes de romance amoroso como vejo em alguns livros, mas isso não acontece! #vitoria Os romances entre os personagens acontecem mas não são o foco total, do jeitinho que gosto. Apesar da história de André e Sophie tenha bastante drama a lá Romeu e Julieta. Mas funciona bem na história.

Como explica a sinopse o pano de fundo é a Revolução Francesa, principalmente os anos de terror em que os ideais acabam se perdendo no meio dos interesses dos figurões políticos. Quando todo mundo acaba indo parar na guilhotina, até o próprio Robespierre no fim das contas.

Claro que temos personagens que ainda acreditam e lutam pelos ideais de igualdade e fraternidade e que querem fazer o bem do povo na França. Nossos quatro personagens principais se enquadram nesse lado de formas diferentes, e com isso acabam sendo ameaçados por poderosos que não se importam de usar de meios escusos para conseguir o que querem e evitar o que não querem. Os personagens são cativantes, passamos a torcer por eles ao passo que aprendemos ou relembramos detalhes desse período histórico tão importante para o mundo.

Jean-Luc e Marie passam a viver na parte pobre de Paris, porque ele quer trabalhar para que o país seja justo. Mas sua posição inicial como advogado não lhe paga muito bem, e ele acaba sempre se interessando pelos casos menos rentáveis, pelos injustiçados que não tem como pagar. Aquele personagem coração de ouro, e sua mulher não fica atrás, aguenta tudo, cria o filho pequeno e mais que vocês precisam ler para saber. Aos poucos os talentos de Jean-Luc são notados e isso vem para o bem e para o mal.

Na outra ponta temos um casal lutando para ficar junto, agora que o jogo se inverteu na França, ser nobre é perigoso, mesmo que a pessoa nunca tenha feito mal a ninguém. André deu sorte de sua posição necessária no exército o assegurou até ali e Sophie que é viúva de um nobre recebe a proteção de seu tio. Mas o relacionamento deles acaba expondo uma perseguição a André e o perigo é constante. André também está sempre se arriscando porque no período o exército em um primeiro momento teve que defender a França de um levante contrarrevolucionário com o apoio das monarquia austríaca e prussiana. E depois ir a guerra sob comando de Napoleão até no Egito.

A parte histórica é bem viva, os personagens fictícios encontram personagens que realmente viveram e outros fortemente inspirados em pessoas reais. Momentos históricos importantes são narrados, com uma ou outra adaptação. Tudo é bem explicado no final do livro pelos autores, quais pontos usaram de licença poética. O livro é escrito por um autor e uma autora e isso me deixou bastante curiosa para saber mais como foi essa divisão do trabalho, se cada um criou os passos de um casal já que no começo as histórias são narradas separadas até convergirem ou se escreveram tudo juntos. Eles tem um tom diferente para mim mas pode ser só impressão.

Referência literária/histórica

Em um momento do livro que não vou contar para não dar spoiler, André acaba esbarrando com o pai do autor Alexandre Dumas, e isso foi uma referência bem legal! Até porque não sabia da história do pai do autor que era negro, filho de uma escrava e um nobre. Thomas Alexandre Davy de la Pailleterie, mais conhecido como General Dumas foi um general importante e não tinha muitos militares de altas patentes negros na época. E no diálogo com André ele se refere ao filho que está para nascer e o nome que terá. Muito interessante!

Publicado em Outros

#SetembroPolicial Ano III

ano 3 3

O Setembro Policial é um mês dedicado a literatura policial, que está chegando a sua 3ª edição no mês que vem. Fazemos uma programação especial aqui no blog e no canal voltada para esse gênero, porque foi em setembro que nasceu Agatha Christie, nossa rainha da literatura policial. Junto comigo estão vários parceiros que irão participar a sua maneira, além de autores e editoras convidadas. Fiquem ligados que sempre rolam dicas muito bacanas e sorteios especiais!

E vocês podem participar das leituras, comentando e também lendo outros livros do gênero, postando com a nossa #SetembroPolicial. Não deixe de seguir o instagram e curtir a página do Eu li no facebook para não perder nada.

Enquanto dia 1º não chega, que tal conferir essas playlists lá no canal que podem te ajudar a escolher alguns livros para ler? 😉

Especial Agatha Christie
Todos os livros do Sherlock Holmes (escritos pelo Conan Doyle)
Vídeos do Setembro Policial

E você também pode conferir aqui os posts de todos os blogs de 2016 e 2017!

Acompanhe também nos blogs:

Academia Literária –  Blog, Instagram e Facebook

Amante dos livros – Blog

Charlitto Ogami – Instagram

Catarse Literária – Blog e Instagram

Dicas da Isa – Instagram e Facebook

Equalize da Leitura – Blog, Canal e Instagram

Leitora Sempre – Blog

Ponto para ler – Blog, CanalInstagram e Facebook

Revelando Sentimentos – Blog

Um café com Luke – Blog e Instagram